top of page

Construção civil de Itajaí debate o futuro da cidade em audiências públicas do Plano Diretor


Créditos/Foto: Buriti Jornalistas


As diretrizes que vão nortear o crescimento urbano de Itajaí e fundamentar o novo Plano Diretor de Itajaí estão na pauta de debates até o dia 23 de agosto. A série de 11 audiências públicas em diferentes regiões da cidade iniciou nesta semana e está sendo acompanhada por representantes do Sindicato da Construção Civil da Foz do Vale do Itajaí (Sinduscon).


Conduzida pela Secretaria Municipal de Urbanismo, em parceria com o Colégio de Delegados responsáveis pela atualização do Plano Diretor, as audiências apresentam um resumo do Diagnóstico e Proposta de Zoneamento e Definição de Parâmetros Urbanos para cada bairro, debatido em mais de 50 reuniões com entidades de diferentes segmentos ao longo de quase 5 anos.


A primeira audiência, realizada na Praia Brava, reuniu quase 400 pessoas, entre moradores, proprietários de terrenos, usuários e empresários locais. O presidente da entidade, Fábio Inthurn, se manifestou na audiência da Brava defendendo o crescimento sustentável do bairro, mas sem frear o desenvolvimento social e econômico daquela região, tão importante para garantir infraestrutura e segurança a moradores e visitantes. “Defendemos um plano diretor que entenda as características da cidade e que favoreça um crescimento ordenado. A forma como ele foi competentemente desenhado está em sintonia com o novo momento de Itajaí”, defendeu Fábio.


Já a audiência para discutir as novas diretrizes para os bairros Centro, Fazenda e Fazendinha foi realizada na noite de quinta-feira, no auditório da Superintendência do Porto de Itajaí. Reuniu cerca de 200 pessoas entre moradores, representantes de associações e entidades da sociedade organizada, proprietários de imóveis, técnicos e empresariado.


Fábio diz que as audiências públicas reforçam o compromisso do Executivo e do Colégio de Delegados de construir um Plano Diretor ouvindo toda a sociedade. “A nossa mensagem é que avancemos com o Plano Diretor, trazendo uma proposta que atenda os interesses da sociedade, da cidade e contribua para o crescimento e desenvolvimento.”


Fábio, inclusive, é morador do bairro Fazenda e testemunha o crescimento que o bairro e a cidade de Itajaí vêm tendo nas últimas décadas. “Itajaí vem crescendo de forma significativa e temos um Plano Diretor do ano de 2006. Estamos 18 anos defasado e nossa cidade tem que continuar seu desenvolvimento e é fundamental que ela cresça de maneira ordenada e sustentável.”


O Sinduscon participou ativamente do colégio de delegados através do seu então presidente e atual vice-presidente da entidade, Bruno Pereira. “Foram reuniões e debates que levaram em consideração as diferentes necessidades e demandas atuais e futuras de Itajaí. Nos orgulhamos do resultado a que chegamos”, citou Bruno na primeira audiência pública.


Na semana que vem serão mais três audiências. O último encontro será no dia 23 de agosto, no auditório do Centreventos, com uma apresentação geral do Plano Diretor. A realização das reuniões comunitárias atende a uma recomendação do Ministério Público pra que o município cumpra todas as etapas no processo de elaboração na nova legislação antes de encaminhar o projeto à Câmara de Vereadores.


Fonte: Buriti Jornalistas

58 visualizações

Comments


WHATSAPP XX1.png
bottom of page